terça-feira, 14 de junho de 2011

Deadman Wonderland #09: Daida Hibana e seu cutelo fatiador!


Tutturuuuu! Sejamos sinceros, desde o episódio #06 que Deadman Wonderland – com a transloucada da Minatsuki - não empolga tanto, não é verdade? Mesmo que tenham sido bons episódios, nós gostamos mesmo é de ver episódios dinâmicos e surtantes. Isso parece ficar evidente quando a trama central se desenvolve com um foco quase que exclusivo nos personagens e seus dramas pessoais. E personagens, DW tem bastante a oferecer, tanto que muitos dos que se sobressaem no mangá ficarão de fora – injustamente – do anime, mas isso eu comento na futura resenha exclusiva do mangá (aproveitando a oportunidade do lançamento dele por aqui, pela editora Panini. Veja no link mais informações a respeito).



Enfim, mais um episódio maravilhosamente perturbador. Começando com Karako e seu confronto com o mascote de DW robô, que não foi lá grandes coisas, mas foi uma seqüência bem executada. Alias tudo fluiu maravilhosamente bem neste episódio; OST, clima crescente de suspense e execução. A sequência de Nagi entre Rokudo e a pequena e angelical (hehehe) Daida Hibana foi excelente, deixando aquela apreensão no ar. O que? Vai me dizer que desde o momento que Hibana adentra á sala já não esperavam que algo muito insano? Bom, se a resposta foi não, amanhã mesmo irei procurar um psicólogo pois mesmo já tendo conhecimento da personagem, eu ficaria apreensiva com aquele suposto rostinho lindo dela . Afinal de contas, em Deadman Wonderland, só a Shiro versão 2.0 (a boazinha) é realmente feliz e inocente.

Esse cutelo me lembra uma certa personagem de Higurashi... bons tempos de surtos na madrugada 

Hibana é uma garotinha realmente confusa, mas considerando a formação que teve, não é de se admirar que ela tenha essa personalidade tão distorcida. Acredito que fique apenas nos flashs – deste episódio – sua história, mas o petisco deixado pelo anime foi bem interessante, apresentando os objetos de punição, o pai como um boneco sem alma e mãe por meio da voz e corpo degradado, deixando um certo mistério no ar juntamente com a conotação do que realmente aconteceu no passado que foi capaz de distorcer completamente os valores de Hibana. E, o que não podemos ver, as vezes é mais aterrorizante do que os nossos olhos podem ver (esse é o grande segredo dos velhos filmes de terror).


“Você está se comportando mal. Correndo por ai e sujando a sala de vermelho...Crianças más não se tornam adultos responsáveis! (...) Terei que punir você mais um pouco....” – WOW! Diálogos impactantes e divertidos (oh sim, eu me divirto com esse tipo de coisa, independente de vir de um personagem canastrão ou badass. Exemplo), a tensão crescente e que fora impulsionada intensamente por uma OST que não se omitiu em nenhum momento neste episódio, tudo isso elevou o conflito ocorrido ali á um status elevadíssimo. Particularmente, gosto de conflitos que instigam e mexem com quem está assistindo, confesso que tenho fetiche pelo drama, sou do time do Tamaki. Há!


Bem interessante, a parte em que Hibana, descreve com a maior naturalidade do mundo o metodo Lingchi, da Dinastia Qing. Fatos verídicos e tristes, mas que fazem parte da história mundial e que você pode ficar sabendo um pouco e de quebra enriquecer sua cultura lendo esse ótimo artigo: Ling-chi – Parte I – A dolorosa pena dos mil cortes e sua parte 2. Bom, voltando a ficção, isso foi muito INSANO (os algozes de Tiradentes mandam um abraço) mas foi bacana Rukado suportando toda a dor e consciente do que era realmente importante. Ele se manteve superior durante todo o instante e ainda conseguiu vencer através da inteligência, aproveitando a fraqueza psicológica de Hibana.


Aqui, todos os eventos iniciados no episódio passado chegam ao seu fim clímax máximo com um gancho epic win para o próximo. Quem esperava que a Shiro (A SHIRO!) fosse salvar o dia, conseguindo de alguma forma a informação de que o ship, na verdade era uma bomba!? E mais, tendo a desenvoltura necessária para agir rapidamente. Para quem lê o mangám é meio obvio, mas como no anime partes importantes do desenvolvimento e apresentação de personagens foi cortada, a impressão que fica realmente é que a Shiro não é capaz de qualquer atitude que envolva o ato de pensar.


Com o fim de alguns eventos, outros se iniciam na mesma subtrama. As expectativas para o uso adequado dos membros da Undertakers são altas e eu já sou capaz de ver perfeitamente o fim. Deadman Wonderland faz um contraponto interessante com Ao no Exorcist e cada um atinge o efeito esperado em seu publico alvo. A trama de DW é simplória, com alguns mistérios interessantes usados como fio condutor da história, que forma um mosaico perfeito de depravação humana e destinos cruéis, mas que são os clichês básicos de toda história focada em jogos de sobrevivência. O anime vive seus altos e baixos, alternando entre episódios execelentes e os medianos, mas a Manglobe realmente faz um bom trabalho no quesito técnico, do inicio ao fim. A seqüência inteira com Hibana foi perturbadora, não apenas graficamente, mas em todo o contexto. A adaptação ficou ótima aqui. Assim como a mudança de um cenário mais obscuro para um outro mais claro, onde a ação foi meteórica. Até o próximo post. 

6 comentários :

borbs disse...

Ganta continua um paspalho, levou até tapa na cara. Que otário. Eu não estava sabendo que o mangá ia ser lançado aqui, estava com preguiça de começar a ler pelo fato que não gosto de ler no pc. Mas agora vou comprar sim, tá garantido.

junior disse...

nene chega perto do ultimo episodio achei a menininha meio sem graça ela e muito visual key pra min mas o proximo parece ser bem melhor afinal shiro entrou esta com eles

Tirtz disse...

Eu gostei do episódio, achei a garotinha muito du mal, pena que acabou logo. Pra falar a verdade, não espero muito dopróximo, mas o 11 deve estar uma coisa louca.

Roberta, você já assistiu esse anime: http://en.wikipedia.org/wiki/Shuffle!

Se já, eu queria sugerir um artigo sobre ele. Ele é do tipo de School Days sabe, de personagens que matam seus parceiros por algum motivo. Também poderia ser um top 10 sobre animes desse naip

Mah disse...

Li seus comentários mesmo sem ter assistido ao episódio kkkkkkkk

Na verdade eu nem estou assistindo esse anime, mas me parece interessante pelo que você descreveu.

julio pq disse...

tbm curti bastante este episódio e a ideia deixada no ar do que a menininha sofria em casa foi pavoroso. Como sempre, gostei dos comentários.

Roberta Caroline disse...

@Tirtz

Sim. Valeu e sugestão devidamente anotada okay?

Postar um comentário

Os comentários deste blog são moderados, então pode demorar alguns minutos até serem aprovados. Deixe seu comentário, ele é um importante feedback.