quarta-feira, 29 de junho de 2011

Steins;Gate #13 - Hinamizawa...verão de 83


A melhor definição para este episódio é: FANTASTICO! E assim Steins Gate segue me fascinando e excitando a cada semana, com eventos que me fazem querer que a semana passe mais rápida e logo chegue terça-feira para poder acompanhar todo o desenvolvimento proposto (...)




Os poucos mais de 2 minutos iniciais do anime, responsável por causar aquele calafrio e angustia, retrocedeu do momento mais surtante do episódio anterior, com Moeka mais fria e sexy do nunca. Foram poucos minutos, mas suficientes para deixar qualquer um com os nervos á “flor da pele”. Suzuha aparecendo inesperadamente (vai dizer que foi previsível? Um jujuba para você!) e... caramba! Podem não compartilhar da minha empolgação mas achei essa seqüência extremamente foda, pro inferno se é algo completamente e insamente impossível, eu quero é diversão (LOL). A pose das duas, o jogo de câmeras, closes faciais, expressões dos personagens, atuação suprema e convincente de todo o grupo de seiyuus e aquele suspense que mata...AAH (que orgástico), não me divertia tanto assistindo um anime, desde Madoka Mágica.


Okay, vamos controlar a empolgação! Com a distração promovida por Suzuha, que com as palavras “42’ e “CRT”, se fez entender por Kurisu, que pegou a mensagem rapidamente. O 42 pode parecer uma referência ao “O Guia do Mochileiro das Galáxias”, onde este numero é a resposta para a “questão fundamental da vida, o universo e tudo mais”, verdade fundamental da série. Mas logicamente, 42 é uma alusão á tv do Mr. Braun e CRT é um sigla em inglês para "tubo de raios catódicos" (Cathode Ray Tube). Desculpe está desenhando isso, mas talvez alguém pode ter ficado confuso com a sigla e que pode ter ficado no "ar". 


Com isso, Okarin começa sua verdadeira luta, que é tentar desesperadamente salvar a vida da nossa querida Tutturuu. Foram momentos de muita ternura no comovente flashback do passado de Okarin e Mayuri, onde é explicada toda a metáfora do “refém” e toda essa casca de cientista louco que ele mantém. Acho muito lindo todo o afeto demonstrado por Okarin á Mayuri e ao contrario do que alguns pensam, eu vejo muito mais para um lado fraternal, de ambas as partes e pouxa, é muito bacana ver uma abordagem assim, onde a amizade sincera parece aflorar mais do que o cheiro de testosterona.


Toda essa saga de Okarin, lembra bastante o filme “A Máquina do Tempo” (The Time Machine), onde um cientista acredita ser possível desenvolver uma máquina do tempo, que possa fazê-lo voltar ao passado e salvar a vida de sua namorada, que acabara de ser assassinada. Mas a forma como viagem do tempo é abordada no filme, não se aplica tanto a realidade de Steins Gate, uma vez que no filme o protagonista não consegue salvar sua esposa, devido ao fato de que a morte dela foi à razão para ele ter criado a máquina do tempo. Então, salvar a vida de sua esposa desencadearia um paradoxo.


Mesmo que Kurisu tenha dito que com seu experimento, poderia se voltar no máximo 48 horas no tempo, Okarin volta apenas 3 horas e assim, torna sua frenética tentativa ainda mais difícil, uma vez que se encontra cercado pela SERN por todos os lados. Mas se foi possível fazer várias alterações do passado, por qual motivo Okarin não consegue evitar a predestinada morte de Mayuri nas 2 tentativas mostradas no episódio? As três mortes de Mayuri é realmente bem peculiar, sendo que nas duas primeiras por influência direta dos agentes da SERN. O que poderia levar a uma linha de pensamento bem próximo do ocorrido em Madoka Mágica, ou citando um melhor exemplo;  em Higurashi e o circulo infinito em volta da morte de Rika Furude, que no desfecho descobrimos o fator motivador de sua morte, que não importava quantas vezes o tempo era resetado, parecia impossível evitá-la.


Mas no entanto, sua terceira morte é um empecilho – aparentemente – para este argumento, onde Nae acaba sendo o motivo da morte de Mayuri. E para intrigar ainda mais, Mayuri morre aparentemente sempre no mesmo horário. Mas, como bem dito por Titor em episódios atrás, quando se faz uma viagem de volta no tempo, cria-se varias linhas de mundo, onde várias possibilidades de futuro são possíveis, vide no primeiro episódio onde Kurisu é morta. Bom, a resposta para este ciclo infinito (?) é bem simples e aposto que Okarin será capaz de desvendá-la assim que conversar com Kurisu a respeito. Alias, acho perfeitamente normal o fato dele não querer envolve-la, juntamente com Daru.


Este foi mais um episodio incrível e a adaptação segue sendo excelente. Cortaram sabiamente partes de menos impacto da VN que levaria ao inchaço da trama (este que foi um dos males de C). O tropeção de Nae em Mayuri e sua conseqüente queda nas linhas do metro foi algo muito surreal, que mesmo na maior aflição aqui, foi possível notar no ato, pareceu mais um empurrão, do que qualquer outra coisa. Foi muito “Oyashiro-mode” (requer ter assistido Higurashi pra entender) hehehe.


Até agora, quase tudo parece se encaixar, fora algumas peças ocultas no tabuleiro e mais algumas discrepâncias ocorridas por lapsos dos produtores, mas que no geral desponta como uma história incrivelmente bem pensada. A seqüência final foi – como todas do episódio – muito bem produzida e mostra que não é preciso ter sangue respingando por todos os lados para tornar algo emocionante e assustador. O sangue em abundancia é algo que não faz a menor falta em Steins Gate. A OST de fundo foi quase insistente, o que tornou o desespero ainda mais gritante. A referência da técnica de pintura Rembrandt ao gesto impulsivo de Mayuri foi mais um momento bacana (especialmente para quem gosta desses detalhes) e mostra como tudo foi muito bem pensado. 

Sem OP/ED nova, mas nada a reclamar pois acho estas simplesmente perfeitas para o clima do anime. Moeka apresentando um olhar vago e perdido e sua quase que imperceptível hesitação é algo a se destacar e estou adorando esse jeito dela. Isso tudo é tão...“Hinamizawa...verão de 83”. Parei (rs), até mais! 

Preview do episódio #14

16 comentários :

Rah disse...

"Hinamizawa mode" ah, que saudades de Higurashi xD
Concordo com a idéia de que a menina empurrou a Mayuri, olhe só o "Olhar do maaal" dela! E os primeiros dois minutos foram muito bons mesmo. Melhor morte da Mayuri foi a dom trem, fato XD

Panina Manina disse...

Minha opinião.

Okarin está preso no que apelidei de "Bolha de Ergosfera".
É como se não existisse futuro além daquele ponto, pelo menos um onde alguém não morra. Alguém vai ter que morrer para a história seguir.
Aparentemente, ainda existe a possibilidade de romper a bolha revertendo as mortes como já aconteceu com a Makise, mas isso pode ser uma armadilha.
E se o Okarin resolve voltar mais no tempo para evitar as mortes mas tudo que ele consegue é fazer outra pessoa morrer, de modo que foi por isso que a Makise morreu no primeiro episódio?

E também acho que eles estão na mesma linda de tempo.
O Okarin está fazendo o solto sempre para o mesmo ponto no tempo.

Roberta Caroline disse...

@Rah

HUAHUAHUAAH somos 2, por isso sempre me recordo do anime por aqui e o cito em varias ocasiões.

@Panina
Raciocínio bem interessante,acredito ser por ai e as teorias mais fortes e contundentes são as que apostam o fato dele estar voltando para a mesma linha de tempo. ^_^

dante disse...

esse episodio foi meio ao estilo de supernatural

um episodio em que o Dean morre varias vezes e o San volta sempre ao começo do dia e tenta salva-lo mas Dean continua morrendo de varias formas diferentes(posso ter trocado os nomes não curto series norte americana)

parece oque acontece com o Okabe vendo a mayuri morrer varias vezes

dan disse...

madoka é plágio de steins gate e acabou!

Luk disse...

Maldita Shining Finger!!! Ela era uma das personagens que eu mais gostava e agora eu só consigo pensar em vingança!

Kico7 disse...

rachei de rir com o título do post.
Muito bom o episódio, e muito bom o post também.
Sobre Steins, achei estranho a maneira como ele voltou no tempo pela segunda vez, é como se os homens da Sern e a Shinning finger não tivessem tentado nada para impedi-lo

M.A.C. (Maik Alves) disse...

É o Sam que morre várias vezes e não o Dean.
Eu to adorando Steins;Gate. Dos animes dessa temporada, esse é o meu favorito !!!
Legal ver você tão empolgada, Roberta-chan !!!

Moranguinha disse...

Valeu Roberta, mais uma ótima resenha. Se for como a Panina afirma, acho que pra mim fica claro os motivos da morte de Kurisu no primeiro episódio e a pessoa que a matou. Eu aposto na Suzuha.

Roberta Caroline disse...

OPA! Só pra constar, também achei o fato do okarin conseguir tão facilmente acesso ao laboratório durante as fugas meio LOL. De qualquer forma, acredito que foi em prol do ritmo do episódio.

E obrigado gente ^_^

junior disse...

parece que esse anime tamben esta temdo correria malditas coisas que eles fazem muito rapido

Vigal disse...

oi^^
Sou meio novo por aki portanto prazer em conhecer todos^^
A eu reparei uma coisa nesse epi...
tinha um pirralho que falava direto de um trem bala...
Akele trem foi o do final do epi ou sera q ainda vai aparecer?
sempre que ele voltava no passado ele passava por esse pirralho...

esse epi me lembrou um poco premonição nessa parte^^

DarkWin disse...

@Vigal Esse trem bala ai foi "mensagem subliminar"! xD

Quanto ao episódio, o fogo é que essa ergosfera deve durar por mais 2 ou 3 episódios, mais claro que deve mudar também os acontecimentos e os personagens que vão morrer.

O Mundo escuro de Morringhan disse...

Esse episódio sou hiper mega power fodástico!

Olha tô achando que no final para tudo acabar bem, ou da melhor forma possível Okarin terá que desfazer tudo permitindo que a Makise Kurisu seja assassinada lá no início da estória. Afinal tudo que está acontecendo decorre de ramificações temporais advindas daquele evento não é mesmo?

E o olhar da garotinha...ui medo! rs Lembrando que Susuha estava procurando por ela e não encontrava...

Pelo menos com essas mortes da Mayuri a gente tem a oportunidade de conhecer mais da relação dela com o Okarin...muita legal, Orarin nem pretendia ser cientista louco kkk foi improviso para salvar Mayuri kkk

P.S: Que raio de luz era aquele perto de Mayuri no cemitério? O .o

Lamb-Desu disse...

Melhor anime da temporada. Inquestionável. Vai disputar pau á pau com Madoka como melhor do ano. A tendencia é que Madoka ganhe, mas Steins Gate já virou um estouro.

Panino Manino disse...

Moranguinha minha opinião sobre o que aconteceu no primeiro episódio:

"Depende da linha de tempo, certo?
Por exemplo, a Makise pode ou não ser uma espiã, as mesmo que seja, e daí? Isso quer dizer que ela é má? Não, apenas que é de uma "facção rival" da Suzu.

Um detalhe que podemos cogitar é que a Suzu veio para o tempo atual para entre outras coisas matar a Makise e impedir ela de fazer algo. Não que ela seja má, mas ele iria fazer algo que teria consequências ruins.
Isso encaixa nos acontecimentos, certo? A Suzu chegou em um determinado local e momento onde a Makise estaria, sozinha, sem testemunhas, para matá-la.
Ela conseguiu, mas... Okarin, d-mail.
Algo mudou, a palestra não acontece, Suzu não conseguiu matar a Makise.

Então, ela segue para ficar de olho no Okarin e seus experimentos, quando a mudança na realidade começa a apresentar diferenças e de repente a Makise aparece no laboratório do Okarin, o que deve ter dado um baita susto na Suzu.
Por isso ela fica em guarda.

Eu acho natural que a Makise tenha algum contato com o CERN, ela é uma cientista reconhecida, e seu pai não seria estranho se trabalhasse lá.
É natural suspeitar das intenções dela.
Por isso a Suzu fica tão desconfiada e fica ponderando matá-la."

Postar um comentário

Os comentários deste blog são moderados, então pode demorar alguns minutos até serem aprovados. Deixe seu comentário, ele é um importante feedback.