segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Comentários: Mirai Nikki #05 & Fate/Zero #06



Qual o segredo de tantas pessoas gostarem do anime de Mirai Nikki? Às vezes eu fico pensando sobre essa questão, uma vez que a qualidade do anime é bem duvidosa. Claro que tivesse uma produção melhor, seria sem dúvidas, um dos melhores da temporada, mas ainda assim consegue ficar no patamar de razoável porque seu roteiro é extremamente interessante, por maior divisor de águas que o mesmo seja. Semana passada eu acabei deixando Mirai Nikki de fora dos comentários por problemas técnicos (diga-se de passagem, não tive tempo), mas dessa vez tratei de deixar minhas impressões aqui.


O sexto episódio de Mirai Nikki confirma o fato da produção se sair muito bem longe das pressões psicológicas e ritmo acelerado que às vezes a trama criada por Sakai Esuno, impõe. Claro que a pavorosa dublagem da Yuno e expressões artificiais estão ali pra te lembrar a todo o momento que uma das adaptações mais aguardadas nos últimos tempos se transformou em um pesadelo, porém foi um episódio leve e gostoso de assistir. Soltei umas duas gargalhadas altonas (minha mãe ainda não se acostumou com minhas crises de risos, coitada) do lado de cá, fora o sentimento de estar me divertindo em cada cena. Destaque para o momento em que Yuki tenta esconder a Yuno de sua mãe e os momentos de psicose da stalker, que deixam claro que ela não é essa garotinha doce que aparenta durante todo o episódio. Foi insano ela com as armas prontinhas pra torturar a sogrona. Não sigam o exemplo, ein garotos.

Todos os episódios de transições tendem a ser mais leves e esse foi mais um, que nos introduz ao arco de Reisuke Houjou, quinto usuário do diário do futuro. Com apenas 4 anos de idade, ele se destaca pela sua inteligência e mente diabólica, apesar da aparência inofensiva. Nesse episodio, ele já deu uma amostra ao tentar forjar um acidente e perfurar Yuno com uma tesoura. Sua fixação por ela é bem aparente e o que virá a seguir, são momentos de puro thriller psicológico, espero que a produção consiga transpor bem essas cenas do mangá. Ah, esses extras com a Muru Muru ao fim de cada episódio, são sensacionais, fica o registro.





Fate/Zero: Episódio 06

MASOQ. LOOOL
Crossover de Gantz em Fate/Zero? O que aquela esfera negra está fazendo ali? OH MY FUCKING GOD!!!

É, acho que só eu viajei legal naqueles primeiros minutos do episódio sete, né? Okay... =.=



Conspirações, Saber irritada e pela primeira vez em Fate/Zero o conflito entre ela e Kiritsugu é apresentado de forma explicita, ele terá trabalho com essa serva. Momento de ternura entre Kiritsugu e Irisvel, sendo quebrado por uma jogada inimiga. Isto é só Fate/Zero, sendo Fate/Zero. Esse é aquele tipo de episódio que podemos chamar de SURTANTE ao extremo, com lutas exuberantes e a tensão ligada no talo. A impressão é que eu assisti esse episódio inteirinho sem ao menos piscar.

A explosão emocional de Kiritsugu foi bem inesperada e deve ter pegado alguns de surpresa, devido à postura fria que vinha adotando, mas sem dúvidas foi algo bem interessante de se observar. Isso mostra o quão bem construído o roteiro é, afinal apesar de ser uma história de fantasia, a proposta é que seus personagens sejam criveis. Mesmo sendo incapaz de mostrar seus sentimentos às pessoas que lhe são próximas, como Irisviel e Maiya, ao qual ele trata com todo respeito (há quem diga que é amor, no caso, com relação a Iris), em todos os episódios é possível perceber que por trás de sua postura rígida, há um ser emocional. Por exemplo, no episódio 1, ele dizendo que temia Kirei Kotomine e até mesmo nesse, onde ele reafirma isso. No episódio 3, a aparente melancolia que sentiu quando conversando com Maiya, ao compar o seu peso ao de Ilya, a o contender. Ele desesperadamente preocupado com Irisviel, durante o episódio 5, ao ponto de querer se revelar. Então, não é difícil para Irisviel e Maiya, compreende-lo e entender o turbilhão emocional ao qual ele está passando – Ao contrário de Saber, que não entende suas atitudes e vê certas táticas como um afronta ao código de cavalaria. Aliás, depois do beijo de Maiya e o  chamego da Irisviel, há que começa especular sobre um triangulo amoroso. Ho ho ho, imagine só a Iris traindo...


Bom, o episódio foi muito bem ao trabalhar mais pelo lado da ação e abrir mão do detalhamento e muitas explicações presente na Light Novel, acho que todos compreendem que ler é uma coisa e assistir é outra. Gostei do embate entre os “Mestres” e acredito que perderia o feeling da ação e do suspense, com longas explicações sobre a habilidade de cada um, basta sabermos que é magia e pronto. Como o episódio foi quase que centrado em Kiritsugu, e como eu estava tão acostumada com ele usando armas convencionais, que senti algo estranho ao vê-lo manipular magia – Mas claro, ele é um mago, dam.

Yuji Kajura Também mostrou o seu melhor desempenho até então, com uma trilha sonora orquestrada que remete a um coro encantador nos momentos de clímax. Uma OST assim faz a diferença em qualquer animação, Kara no Kyokai que o diga. Dito isso, Ufotable realmente se faz merecedora de todos os elogios que vem recebendo. Na luta entre Saber e Caster, por conveniência do enredo, ela está com uma mão inutilizada e em posição inferior no combate. Mas independente disso, Saber ainda é muito ingênua para o herói que se propõe a ser. O que faz com que ela enfrente dificuldades contra Caster e vire presa fácil para os seus tentáculos. E aqui podemos ver um pouco da inspiração que Gen Urobuchi, trouxe do jogo “Cthulhu”, com bons elementos de horror, que foi a base da história de Saya no Uta.


Mas bem, como mencionado na Light Novel, Saber precisa usar as duas mãos para poder usar todo seu poder, com isso tive momentos aqui de puro awesomes quando Lancer se juntou a ela. A química entre os dois é fantástica e espero que o clímax do duelo seja no mesmo nível do combate que houve nesse episódio. Novamente, tivemos a famigerada censura, que nos poupou (ah vá, eu quero ver cenas TENSAS) da visão de ver as pobres crianças sendo mortas com requintes de crueldade por Caster. Mas felizmente, segundo alguns comentários que circulam pela web, o diretor salvou tais cenas e pretende inclui-las no BD, não apenas as cenas de gore, como também outras cenas que ficaram de fora. Agora, quanto aos tentáculos, fico feliz em ver que Fate/Zero é animado por um estúdio sério e que foram afastadas quaisquer intenções de transformar tais cenas em possível fanservice (claro que, não tenho nada contra fanservice, mas as vezes falta bom censo). Pelo contrário, o tentáculo Cthulu ficou assustador, como se deve.

Pra fechar, deixo registrado aqui minha alegria sempre que vejo a interação ente Rider e Waver, nesse episódio então, se superaram com o imperador se aventurando nas compras on-line, que particularmente é onde eu sempre cometo muitos pecados. Não vejo a hora pular da cadeira com o Rider em ação. E como sempre, o episódio terminou em um cliffhanger de matar qualquer velhinha de infarto (ainda bem que só a minha alma que é velha, lol). Kiritsugu, obviamente tem planos para derrotar Kayneth, que usa o mercúrio de escudo, como defesa instantânea. Com isso, Kiritsugu joga fora a SMG, puxa a Contender e dá aquele sorriso triunfal. Teorizem a respeito. E que venha logo o próximo. 






23 comentários :

Panino Manino disse...

Nem reparei nos tentáculos, o que me intrigou foram as calças do Rider... calça ou cueca? Ficou muito estranho, senti que a cena estava censurada e na verdade, ou ele estava meio pelado ou estava de saia (gregos não usavam calças).

Sinto que o Kayneth é o verdadeiro bucha da série.

Demeres disse...

Mirai Nikki muito bom com certeza um dos melhores da temporada, se fosse algum grande estúdio podia fazer merda do mesmo jeito.
Fate zero foda demais saber muito nhem nhem nhem, sô muito mais o Archer que fala:_ sou o cara vocês são lixo e pronto.
Pensando no Mirai Nikki você deve refletir.Se tudo fosse coca-cola não terias as peps.

Panino Manino disse...

Mirai Nikki é bom porque é ruim e isso o faz ser melhor que os outros?
Não sei se esse é um argumento convincente, mas me conquistou pela originalidade.

Demeres disse...

Mirai Nikki é ruim?
Veja os fatos em geral quem leu a manga acha ele ruim ou na média,mas a grande maioria que não leu acha foda demais.
Ao meu ver a causa disso que a principio quem leu a manga de Mirai é mais o publico fan boy.
É claro que a gente poderia ficar horas discutindo se estúdio x ou y fizesse o anime ele sairia melhor ou mais nas espectavas a dubladora tal ou a tal tal.
Mas e a verba?quanto custa um anime de 25 episódios no top estúdio japonês ?
Uma bala com certeza.
Acho que até que para o estúdio meu chupenga a qualidade ta muito boa lojico a dubladora poderia ser a Miho Azuki...
Fazer o que né pelo menos a animação é fluida e não tem aquelas cabeças tortas que se vê em animes por ai.

julio pq disse...

Nem é só os fanboys que estão insantisfeitos com Mirai Nikki, qualquer um com bom discernimento, sabe que esse anime é uma bela de uma porcaria. Ainda bem que dropei.

Para mim, o problema é mesmo o estúdio, vide que o anime tem ótimos pratrocinadores. Dinheiro é o que não deve tá faltando ali, a animação é boa, tirando o mal uso do CG. Mas a difereção é muito sofrida.

Já Fate/Zero, esse sim, tem todas as qualidades que o torna um dos melhores da temporada. Seria até sacrilegio colocar Mirai Nikki no mesmo patamar.

julio pq disse...

Também não entendi aquela do Rider, achei que ele estive de cueca o.o

Demeres disse...

eu li a manga e gosto do anime meus amigos leram a manga e gostam do anime.
é a mesma coisa de ir no cinema e assistir homem aranha e falar que é demais.
Tem de ver que as pessoas querem um entretenimento não uma obra prima da animação japonesa.
Falar em discernimento de um anime é a mesma coisa que dizer se você acha bom é bom se você acha ruim é ruim.
Todo mundo tem aquele anime , aquele livro,aquele filme,aquela garota(o) que todos dizem é uma bosta...
Mas você diz que se dane eu gosto.
Por isso mirai caiu no gosto da galera é pra divertir não pra ser super critico.
Perto de cada bosta que sai cada ano de anime este até que esta bom.

Demeres disse...

PS.
Fate zero mesmo patamar? ninguém falou nisso ai sim digo ,qualquer um com bom discernimento vê que fate zero tem 3 vezes ou mais verba do que mirai niki comparar é ate covardia.
o que vale é diversão de quem vê.

Panino Manino disse...

@Demeres, você está dizendo, especificamente, que gosta do anime ou que o anime está bem feito, é bom por si só?

Eu acho ruim no sentido de ser bem mediano e não ter suas qualidades devidamente exploradas, um problema também existente no mangá.
Por isso acho que a série seja "mais ruim" no início. Quem aguentar assistir os primeiros episódios vai se acostumar com o ritmo e clima e continuará vendo e gostando, e o mesmo acontece no mangá.

Panino Manino disse...

Ah, e não é problema de verba, é questão de roteiro e construção de personagens.
Fate Zero já era alto nível antes mesmo de ser anime, porque a novel é boa, é bem escrita.

Anônimo disse...

Eles sempre fazem isso, cortam na melhor parte do episódio (pra deixar o povo doido né)...
E tem que esperar uma semana, chega dá uma raiva..

Anônimo disse...

Excelente episódio de Fate/Zero! O Kiritsugu foi a estrela desse episódio mesmo, uma pequena curiosidade é que a cena em que ele entra em colapso e fala para a Iri fugir com ele, foi muito parecida com a cena do último episódio de Guilty Crown, onde o protagonista faz quase que a mesma coisa e ai conseguimos ver claramente a diferença entre um personagem bem construido e um mal feito.

Outra curiosidade é que provavelmente teremos a aparição Joanna D'arc em Fate, provavelmente em alguma OVA ou algo do tipo, segue o link da imagem dela no design da Ufotable: http://imageshack.us/photo/my-images/526/1320883600960.jpg/

Agora até acho que o Caster não é tão maluco assim para confundir as duas...

Kyohei disse...

Não acompanhei Mirai Nikki. Já Fate Zero está show de bola, aproveitando cada segundo e em certos momentos dando uns calafrios na galera, espero que o Caster de uma lição nesses 2 u.u

E teremos 2 temporadas de Fate/Zero?

Anônimo disse...

Alguem conhece Carnival Phantasm?
Baseado no mangá Take Moon, criado por Eri Takenashi, os universos dos jogos Tsukihime e Fate/stay night – ambos da empresa Type-Moon – se misturam, colocando os personagens em situações cômicas que seriam impossíveis de publicar nas histórias originais.
Para quen curti Fate/Zero ou quem assistiu Fate Stay Night é muito divertido.

Anônimo disse...

Fate/Zero não terá duas temporadas, o que pode acontecer é animarem o terceiro final de Fate Stay Night o Heaven's Feel.

Anônimo disse...

Conheço Carnival Phantasm é muito bom. Quanto a Tsukihime, bem que podiam fazer uma nova versão porque a história é ótima, mas o anime que fizeram é uma b****.

Roberta Caroline disse...

@Kyohei

Sim, o anime foi dividido em duas partes. A segunda, deve estrear lá pelo meio do ano.

Anônimo disse...

Quem ve bleach ja deve ta acostumado com um personagem importante com voz fudida (orihime)

Malus disse...

Olha, o negocio do Rider, aquilo ali faz parte da roupa dele. Mas não sei dizer exatamente o que é aquilo lá. nós não reparamos nisso pq ele geralmente tá com a capa. Deve ser um jeito meio Leonidas de se vestir :D

no episodio 2 ele tá vestido do mesmo jeito, alem desse shorts , sunga sei lá, ele usa uma armadura aparentemente feita de couro reforçado ou coisa do tipo, mas se repararem no episodio 2, vão ver que ele tá com basicamente a mesma roupa que nesse episodio 7 exceto pela camisa

E eu acho que o Kiritsugu ama a Irisviel sim, ele não iria cogitar fugir com ela e a filha se não amasse. A maiya pra mim é só a assistente dele, mas legal que no anime eles deram mais sentimento pra ela.

Acho que a Saber ficou ingenua naquela hora pq depois de ver todas as crianças mortas, se pelo menos 1 estivesse viva já valia a pena. Foi ingenuidade, mas a Saber é humana ne? não chega a ser uma claymore que tá pouco se lixando pros refens. ^^

Anônimo disse...

Lancer e Saber + uma vez dando o ar da graça(vai rolar um caso jaja). Mto bom o ep.
Sobre Mirai Nikki, to gostando de assistir, não ta uma coisa de outro mundo mas ainda assim se salva pela história. O que me irrita profundamente no anime é a seyuu da Yuno que aparenta momentos de preguiça de abrir a boca e as vezes de estar com dor de garganta.

Eduardo A. Ribeiro disse...

Fate/Zero consegue até colocar os famigerados tentáculos na Saber de forma tão natural que nem parece um fanservice...

shibireru.blogspot.com

Anônimo disse...

Ohayou..!

Em relação à Mirai Nikki(visão alternativa/otimista):

A equipe inteira pode ser daquele tipo de profissional que não quer ter qualquer referência anterior e construir os personagens de acordo com sua própria interpretação etc.


Em relação à Fate Stay Night:

Pelo menos no suspense com toques de "slice of life(da maneira deles)" estão se aprofundando.Não custa nada eles cozinharem os telespectadores de forma artística e em banho-maria-com referências a multi-gêneros- até que os amem como da propria famíla fosse... e depois tocarem o terror e f... geral.

ana-chan disse...

Eu sou dessas que tá curtindo à beça o anime de Mirai Nikki, até porque não li o mangá. Mas vou correndo ler quando acabar, porque quando eu pensava que a Shion de HiguNaku era insuperável, surge Yuno e Minene na minha vida (uy!) e no mesmo anime.
Ainda bem que a Nona (que eu sempre penso em uma velhinha italiana quando falo assim) aposentou aquele figurino maid pão-com-ovo, assim ela fica muito mais sexy. Só falta o Quarto arrumar o cabelo tensíssimo dele, mas acho que isso é querer demais...
Mas é isso aí, sangue, gore e nonsense. Quando apareceu o 12 com aquela máscara dele, quase escorreu uma lágrima de emoção. Mas me controlei.
Fate não acompanho, mas Yuki Kajiura, bem, é Yuki Kajiura. :)

Postar um comentário

Os comentários deste blog são moderados, então pode demorar alguns minutos até serem aprovados. Deixe seu comentário, ele é um importante feedback.