quinta-feira, 30 de junho de 2016

10 Anos do Anime de Higurashi no Naku Koro ni

Higurashi no Naku Koro ni é um dos melhores exemplos de publicações independentes no Japão, e a franquia nascida como uma visual novel só fez crescer com a adaptação em anime em 2006, muito criticada, muito querida, e sem dúvidas um dos principais marcos em se tratando de animação de horror. Hoje em dia acho completamente desnecessário um remake em anime de Higurashi, a visual novel existe e é maravilhosa por si só, e o anime com todos os seus equívocos se tornou uma obra bem própria e unica, e parte do charme é justamente as bizarrices grotescas e exageros. É, é bastante divertido.  Quem me acompanha há muito tempo, sabe como amo Higurashi e o anime é um dos meus preferidos. É muito especial na minha vida.

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Por Aí: Produção do filme de Ghost in the Shell encontra com a produção das animações

O perfil no Twitter do estúdio Production IG postou hoje cedo uma imagem do set de produção do filme americano de Ghost in the Shell, em Hong Kong (China), com um encontro entre os envolvidos no novo filme de ação real e os antigos envolvidos da adaptação em anime: partindo da direita com o diretor do longa Rupert Sanders, ao seu lado a atriz Scarlett Johansson, seguida do diretor dos filmes animados da franquia; Mamoru Oshii, abraçado com ele está o ator Tawanda Manyimo; parte do elenco do filme americano, que também abraça Kenji Kamiyama; diretor das séries de TV da franquia animada, e por último Kenji Kawai, responsável pela trilha sonora das animações.

domingo, 26 de junho de 2016

5 Luxos & 1 Lixo: Openings da Spring/Primavera 2016

Falemos sobre música. Falemos sobre animes. Sobre aberturas de animes. Dessa vez não é um top, mas uma lista. Ou seja, a ordem não faz diferença, com a exceção do lixo. Vamos?! Clique ai em leia mais e segue comigo. 

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Ghibli lança segundo curta de Choju Giga

Choju Jinbutsu Giga significa “Caricaturas de animais antropomorfos” ou simplesmente Choju Giga, que é “Caricaturas de animais”.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Mind Game (2004): A Psicologia do Jogo Mental

A essência da animação é tornar reais as maiores loucuras que se pode imaginar. Qualquer coisa que seja impossível ou difícil de dar forma numa filmagem de ação real pode ganhar vida através do processo de animação. Dar vida à imaginação; foi desse desejo que nasceu os desenhos animados. 

terça-feira, 21 de junho de 2016

Pocket #37: Por que Esses Olhos tão Grandes?

Atualmente as pessoas não perguntam tanto sobre. Apenas aceitam como uma esquisitice japonesa, mas lá atrás havia muita indagação do porque os desenhos japoneses terem aqueles grandes olhos expressivos na face. Sem perceber, já sabiam a resposta. 

Japão contrata pirata virtual para caçar animes ilegais

Assim como acontece em muitos filmes hollywoodianos, o Ministério da Economia, Comércio e Indústria do Japão está recrutando alguém que entende de animes e onde encontra-los na rede para localizar os compartilhamentos ilegais em todo o globo, como parte de suas táticas antipirataria. 

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Divulgados novos vídeos da animação chinesa Big Fish & Begonia

Anteriormente intitulado de Da Hai, a conta oficial do longa de animação chinês Big Fish & Begonia divulga um novo trailer e um clipe promocional com a sua trilha sonora. É uma poesia visual. 

sábado, 18 de junho de 2016

Seoul Station, Novo Filme do Diretor de The King of Pigs, Estreia em Festival de Animação

O Sul-Coreano Seoul Station é do mesmo diretor das animações The King of Pigs (que tem inclusive crítica aqui no blog pelo Crítico Nippon) e The Fake, Sang-ho Yeon. Tem repercutido bem criticamente no festival internacional de cinema de animação de Annecy – na França – em 2016. 

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Séries Que você Precisa Conhecer: Over the Garden Wall

Eu andei assistindo uma série encantadora que se chama Over the Garden Wall, caras. Realmente encantadora e apaixonante. A coisa mais mágica e inspiradora que assisti nos últimos tempos (e olha que vi algumas coisas extraordinárias, como Anomalisa). Dei uma olhada em dois episódios, tropegando de sono sob a coberta, e na madrugada maratonei tudo em um fôlego só – e pareceu ser um gesto bastante natural de minha parte. Afinal, com Over the Garden Wall assistir o próximo episódio parece ser tão natural como respirar.